segunda-feira, 4 de abril de 2011

A discrição é mesmo uma virtude?

Cresci com esta frase na cabeça, mas discrição foi coisa que nunca abundou lá em casa. Estou a falar de roupa obviamente, porque de virtudes espirituais e valores é coisa que temos muito lá em casa, graça a Deus... [e humildade também!]
Não gosto de roupa discreta. Acho aborrecido. Gosto de cor. Devo isso à minha mãe com quem aprendi a arriscar, a dar um toque de sofisticação sem ser necessariamente caro, a optar por ter menos peças mas melhores do que muitas e ser igual a toda a gente. A pior coisa que me pode acontecer é ir na rua e encontrar alguém com uma peça de roupa igual à minha... é coisa para me estragar o dia! Chamem-me parva, chamem-me fútil, mas não gosto. Gosto de ser e de me sentir diferente. Gosto de ser notada pelos outros. Gosto de chamar a atenção pela roupa que visto e pela atitude que mostro. Gosto de me sentir gira e de sentir que todos olham para mim. Gosto de andar de saltos altos. Não gosto de looks palhacinhos com a mania que são alternativos. Gosto de criatividade misturada com glamour!


2 comentários:

Lígia disse...

Tem um blog de muito bom gosto, parabéns!

M.M. disse...

Obrigada! :)