terça-feira, 29 de novembro de 2011

Constatação do dia...

Hoje é dia de festa... este blog atingiu as 10 mil visitas... Obrigada a todos os que vão passando por aqui... como diria a Mafalda Veiga "Esta é uma noite para comemorar... qualquer coisa que ainda podemos guardar cá dentro, um lugar a salvo..."


Das indecisões...

Entretanto no site dei uma olhadela para as malas e gostei destas duas... ainda estou indecisa... tenho de agarrá-las, abri-las, ver bem o espaço e o material... mas fica prometido que para a semana dou lá um saltinho para as investigar melhor...


E vocês de qual gostam mais?

Nunca digas nunca...

Uma vez disse aqui que nunca tinha encontrado nada de jeito na Blanco. Hoje, na minha hora de almoço, uma amiga pediu-me para ir com ela à Blanco porque queria experimentar um vestido. Resmunguei. Disse que ir à Blanco era ir perder tempo, que não tinha nada de jeito. Insistiu e acedi. Sou muito fácil nesta história de ir às compras. Acedi mas sem grande esperança de trazer algo para casa. Roupa realmente não houve nada que gritasse por mim, mas estes tiveram de vir comigo... lindos que só eles... pena os saltos vertiginosos, mas sem eles os botins não tinham a mesma graça...
Entretanto fiquei de olho nestes...




Mal posso esperar...

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Vestido de segundo dia...

Todos os casamentos que fui este ano tiveram festa no dia seguinte... mais pequena, é certo, só para os amigos mais chegados e família... e uma coisa que me espanta neste "dia seguinte" é ver as noivas vestidas como se fossem trabalhar... parece que o dia seguinte é mais um dia normal, quando na realidade deveria ser um dia completamente diferente... deveria ser o início de uma nova era, é sempre um dia muito feliz e acho que isso merece uma roupa adequada à ocasião... uma roupa que seja diferente da habitual, diferente de umas calças de ganga e uma camisola qualquer... ainda não sei se esta será uma opção válida para mim e para o meu namorado... ter de arranjar outro espaço, receber mais pessoas, acordar e preparar tudo para os convidados... mesmo que seja informal, temos sempre algum cuidado e preocupação ao receber pessoas na nossa casa. Mas seja para receber os meus amigos ou para chegar ao hotel, já decidi o género de vestido que quero, um que me identifique facilmente... quero que consigam perceber que eu é que sou a noiva!
Será algo mais ou menos assim...

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Ainda a propósito do post anterior

Se alguem tiver alguma sugestão para o jantar pode deixar... os meus amigos agradecem. Ah mas que seja simples, que eu não sou uma cozinheira muito experiente (já tinha disto isto, não já?!)

Help!!!!

O meu namorado, que para quem não sabe é o melhor namorado do mundo, lembrou-se hoje de convidar 4 dos nossos amigos para ir jantar lá a casa no sábado. Mas só agora é que me disse... esqueceu-se do pormenor da casa estar de pantanas (andamos ainda a mobilar) e que não temos 6 pratos, 6 copos, talheres, panelas e todos utensílios necessários para fazer um jantar em casa. Vá lá que temos mesa e cadeiras (antigas que reciclamos que a vidinha não está para grandes aventuras). Encomendamos frangos foi a sua solução. Não me parece que seja A solução, mas agrada-me a ideia de não ter que cozinhar (já disse que não sou muito experiente neste campo?!).
Fiz uma pesquisa rápida na net e encontrei algumas sugestões giras e aparentemente fáceis de fazer... o inconveniente é que não tenho tempo de experimentar antes e, por isso, vai ser uma prova árdua para os nossos amigos... em ultimo caso deixamos o número  do senhor dos frangos em cima da mesinha da entrada, nunca se sabe...
Por isso, amanhã é dia de ir comprar toalha de mesa, pratos, copos e talheres... O que eu adoro compras :D

Queroooooo

Gostoooo.

Gosto. Gosto muito. Amo de paixão.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Coisas que eu não percebo...

É sabido que estou a organizar o meu casamento... é uma fase que adoro e que me dá muito prazer (e muitas dores de cabeça tambem!)... há um mundo de coisas para escolher... a Quinta, os fotografos, a animação, a Igreja, o padre, definir a celebração desde as leituras, às musicas e a quem vai ler o quê, o missal, a decoração da Quinta e da Igreja, ai que afinal não gosto das mesas da quinta e alugar outras é que era a solução ideal... procurar empresas de aluguer de material, escolher os convites, as lembranças (originais please!), as ementas, o placard e os marcadores de mesas. Não nos podemos esquecer do livro de honra e do painel das impressões digitais. Pensar numa solução para não haver moscas (sim, eu preocupo-me com isto!). Tenho de emagrecer para caber no vestido. E encontrar uns sapatos que adore! E que sejas lindos. E confortáveis já agora. Ter uma caixinha SOS no WC (com pensos rápidos, verniz, collants suplentes...) E claro, tudo isto sem ultrapassar o orçamento inicial.
Mas se há coisa que nunca me preocupou foi o anel de noivado. Não percebo a loucura à volta de um anel que custa um balúrdio e se vai usar quanto tempo? Um ano? Quando me pediu em casamento (a 1.ª vez não conta porque namoravamos há um mês :D ) perguntou se fazia questão de ter um anel de noivado... a minha resposta foi simples: Não. Não faço questão nem quero. Para quê gastar tanto dinheiro numa coisa que não vou dar grande uso (não gosto muito dos solitários - alem que só o nome não combina muito com a palavra casamento :p ) ... gosto de coisas mais arrojadas ... se esse dinheiro pode ser canalizado para outra coisa mais importante?!
Quando me perguntam pelo anel e eu digo um simples não tenho, olham para mim com ar de bambi perdido na floresta como se fosse uma grande desgraça não ter um anel de noivado... Depois lá tenho que explicar que não acho grande piada e que esse dinheiro bla bla bla... mas acho que as pessoas nunca ficam muito convencidas com a minha ideia... devem pensar que digo isto só porque não tenho nenhum... mas muito sinceramente não me imagino nada com um mono daqueles no dedo!

E vocês? Acham importante o anel de noivado?

Coisas que adoroooooo

É verdade que gosto muito de séries... sou capaz de passar a tarde toda sentada no sofá (ou na cama!) e ver episodios e mais episodios... esta é a minha ultima perdição... pena ser uma serie tão curtinha...

Não é nada de muito profundo, mas acho-a bastante divertida ;)


quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Estão a gozar com a minha cara, não estão?!

Já não é a primeira vez que vejo roupa, sobretudo vestidos, nas fast-fashion "inspirados" em modelos de outros criadores... sempre achei mal este tipo de "inspiração" ainda mais quando a "inspiração" é uma cópia flagrante! Mas nunca me tinha acontecido dar muito dinheiro por uma peça e depois ver igual numa dessas lojas sem qualidade.
Até que hoje, mais precisamente agora mesmo, na minha ronda habitual pelos blogs vejo um vestido da Primark IGUAL ao meu!! Estão a gozar com a minha cara só pode! Acho que quando isto acontece as marcas deviam ser processadas! MESMO!
Não encontrei foto do original que me custou 200 euros na Stefanel, mas deixo foto da cópia descarada que no máximo deve ser uns 25.



Coisas que me acontecem...

Esta noite sonhei que o meu vizinho P. (que eu adoro! Um beijinho para ti P.) fazia parte da equipa do CSI e andava a investigar a minha casa. Vá-se lá saber porquê.

Tenho sonhos muito criativos é o que é. Na outra noite sonhei que fazia partos peculiares. Portanto, as pessoas em vezes de terem bebés tinham azeitonas (é ridículo, eu sei). E eu, à medida que ia fazendo os partos, ia colocando as azeitonas num recipiente. O que aconteceu foi que depois de fazer todos os partos, eu não sabia a quem pertencia cada azeitona e troquei os bebés todos!

Se alguém for entendido em significado dos sonhos, foi isto.

Das indecisões...

Gosto das duas, mas não sei muito bem qual escolher...

Acho que assim fica muitoooo giro para um look mais descontraído.


Qual a vossa favorita?

Coisas que eu não percebo...

Hoje, uma rapariga que conheço, disse-me que comprou uma botas muito confortáveis, mas que têm um ar muito másculo... perguntava-me ela o que havia de fazer para ficar com um ar mais feminino... disse-lhe para as mandar fora, para as meter a um canto, dar para caridade, para usar na vindima ou para fazer o que bem lhe apetecesse, mas que, por amor de Deus, não as usasse mais. Riu-se. Pensava que eu estava a brincar. Ri-me também. Mas não estava. Estava a falar muito a sério. C. querida, se tinhas noção que essas botas eram másculas (palavras tuas), porque raio as foste comprar?! Eram uma pexinxa? So what?! Sabes bem que não vou nessas cantigas...

P.S. Sim, as botas eram assustadoras

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Coisas que eu não gosto...

Não gosto de feijão. Nem de gatos. Não gosto do meu cabelo. Nem do meu rabo, nem das minhas pernas. Não gosto muito do meu trabalho. Não gosto de algumas pessoas. Não gosto de chegar atrasada. Nem de golas altas. Não gosto de saias compridas e raramente gosto de calças de ganga. Não gosto de gente bimba. Nem de galochas. Nem de lavar a loiça. Não gosto de côco nem de doce de ovos. Não gosto da Hello Kitty. Nem de peluches e bonecadas. Não gosto de desfazer malas. Nem de arrumar o quarto. Não gosto de errar nem de fazer o que não me apetece. Não gosto de ti. Não gosto de camisolas de malha grossa. Não gosto de não poder comprar tudo o que me apetece. Não gosto quando falta a luz. Não gosto quando não há gás. Não gosto quando me esqueço das toalhas no estendal e depois ficam muito rijas. Não gosto do calor abrasador. Não gosto de trovões. Não gosto de bouquets. Não gosto de ser igual aos outros. Não gosto de pessoas que têm a mania que ser simples é ser desleixado e ser frontal é ser mal educado.

Gostoooo.

Gosto de roupa. E de flores. De passear e de ficar horas sentada no sofá a ver TV. Gosto de compras. Gosto de túlipas e de unhas vermelhas. E verdes. E de todas as cores. Gosto de café e de chá com torradas. Gosto de lareiras acesas e do Natal. Gosto de cantar. Gosto de ir à missa. E de dar catequese. Gosto de mim. E de ti. E do meu namorado. Gosto dos pormenores do meu casamento. Gosto de chuva e de frio. Gosto de bikinis. Gosto de gorros e casacos quentinhos. Gosto de aeroportos. Gosto de voltar a casa. De tostas e de batatas fritas. Gosto de ovas. Gosto de me arranjar todos os dias. Gosto de amarelo. Gosto do meu guarda-chuva e do meu cão. Gosto do meu blogue. Gosto de ir a concertos. De sorrir e de ser feliz.

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Porque gostei. Muito.

"Não sei se os teus olhos são verdes ou castanhos ou da cor do céu. Não sei se tens o cabelo ondulado, liso e quanto tempo demoras a arranjá-lo de manhã. Não sei se preferes calças de ganga ou calções ou se gostas de pólos ou camisas ou t-shirts. Não sei se preferes praia ou piscina e não sei a marca dos teus óculos de sol. Não sei se preferes andar de mão dada comigo ou se preferes ficar longe e trocar olhares e sorrisos e mensagens. Não sei os teus vícios. Não sei se dizes amo-te muitas vezes. Não sei qual é a tua comida preferida mas espero que gostes de frango. Não sei qual é o teu carro ou se preferes andar de bicicleta. Não sei se dizes sempre o que pensas ou preferes guardar para ti até rebentar. Não sei se vais gostar de mim logo da primeira vez. Não sei qual é o teu dia da semana preferido ou qual o teu dia de aniversário. Não sei o teu signo. Não sei quem é o teu melhor amigo e qual é a tua cidade preferida do mundo. Não sei se tens irmãos, nem sei onde moras. Não sei se estudas, se trabalhas, não sei quais os teus projectos. Não conheço o teu sorriso, os teus beijos, o teu abraço. Não sei se gostas de cinema ou preferes ver séries enrolado no sofá. Preferes chá ou café? Não sei se gostas de viajar de avião ou preferes correr mundo de mochila às costas. Não sei se gostas de ler. Romances, policiais, ficção científica? Não sei em que(m) pensas antes de dormir.
Não sei nada de ti. E estou cansada que não tenhas uma cara e um nome."
 
Gostei muito deste texto. Daqui.
 
 

Hoje é isto.

Hoje comprei uma boina. Estava a passar numa loja, vi-a na montra e não resisti. A verdade é que nunca usei boinas. Tenho chapéus de Verão e de Inverno, gorros, mas boina não tinha nenhuma... agora não sei muito bem como a usar para não me andar a cair da cabeça. Fiz uma pesquisa rápida na net e encontrei algumas sugestões... Deixo algumas imagens. A minha é em malha vermelha (parecida com a última foto mas de um vermelho mais escuro). Se alguém tiver sugestões agradeço :D
Mas é linda e eu não me canso de olhar para ela... acho que amanhã já vai sair à rua!





sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Constatação do dia...

Sou uma comodista. Hoje fui almoçar fora porque não me apetecia lavar a loiça.

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Coisas que eu não percebo...

Hoje, à saída do metro, ouvi uma miúda dizer à mãe que tinha encontrado num café um chapeu de chuva e tinha ficado com ele... e a mãe não disse nada... se calhar ainda ficou contente com a esperteza saloia do seu rebento... Sou só eu que não acho isto normal?! Deixava a um empregado, porque alguém poderia voltar para procurar o objecto perdido... Encontrar num café não é propriamente a mesma coisa que encontrar perdido na rua... hoje um chapeu de chuva, amanhã um telemóvel, no outro dia uma carteira...

Inspiração para o outfit de amanhã...

Amanhã vou assim, mas na versão roxo e amarelo, que sempre é mais animado :)


E o resultado foi este...

Depois de dois dias intensos em lojas e mais lojas, voltei para casa sem nada (pelo menos para mim!). Não comprei um único vestido, nem botas, nem calças, nem meias como queria... comigo vieram apenas uma camisa e um pullover de homem (ambos para oferecer ao melhor namorado do mundo... o meu claro!) e um porquinho mealheiro que prometi a um dos meus irmãos... parece que quer juntar dinheiro e estava a faltar-lhe o porquinho...

Mais uma vez a minha teoria se comprova... quando vou determinada a comprar algo que preciso mesmo, acabo por nunca gostar de nada...

Por isso a saga pelas botas perfeitas continua...

Um bocadinho de mim...

Eu e o meu pai nunca fomos muito próximos. Gosto muito deles. Sei que ele também gosta muito de mim. Mas não sabemos muito bem como nos aproximar. Nunca fomos de andar aos beijinhos nem aos miminhos um ao outro. Nunca fomos de ligar só para saber se está tudo bem. Quando ele me liga sei que precisa de alguma coisa e quando eu lhe ligo é porque também preciso de algo. Tenho pena que assim seja mas acho que agora já não há grande volta a dar. Nunca fui aquilo que o meu pai queria que eu fosse. Nunca baixei a cabeça quando achava que ele estava a ser injusto e sempre dei a minha opinião em tudo, mesmo quando ele não concordava ou nem sequer a pedia.
Não segui a carreira que ele sonhou para mim e acho que isso sempre o desiludiu. Sei que poderia estar melhor financeiramente se tivesse feito a sua vontade, mas será que estaria mais feliz?! Será que seria a mesma pessoa? Não quereria ele apenas alguém para seguir os seus passos em vez de me ver feliz a fazer aquilo que gosto, mesmo com um ordenado de m**** como o meu?!
Ontem ligou-me. Estava em Lisboa e convidou-me para jantar. Só os dois. Já não o via quase há um mês. Não me apetecia ir mas aceitei. E acho que correu muito bem. A conversa fluiu. Não foi uma grande conversa mas foi sobre o nosso dia a dia, sobre as nossas coisas, as nossas preocupações, o meu casamento, a sua empresa... coisas banais mas que fazem as relações diárias das famílias. Gosto muito! Obrigada pai! :)

Alguém sabe onde comprar?!

Uma amiga minha está grávida e a barriguinha já se começa a notar... queria oferecer-lhe uma destas camisolas para grávidas... mas não queria em modo t-shirt... queria algo mais feminino e de manga comprida que o frio já se sente por estes lados... alguém sabe onde comprar ou tenho mesmo de mandar estampar?!

Aqui ficam as minhas preferidas!





quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Precisoooo

Desesperadamente de ir às compras. Hoje é o dia! Tenho de voltar para casa com:

* 1 par de calças castanhas
* 1 botas castanhas, camel ou cor de rato
* 1 mala verde
* 1 prenda para oferecer
* meias
* e se vier um ou outro vestidinho atrás de mim será bem acolhido no meu armário

Vamos lá ver o que consigo trazer para casa!

Constatação do dia...

Com este temporal estou à espera de ver o Noé a entrar a qualquer momento por aqui adentro na sua arca... isto parece um dilúvio!