quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Mas porque é que uma noiva tem de levar bouquet?!

Nunca pensei que fosse tão difícil escolher um ramo de flores. Nada me agrada. Tudo me parece demasiado batido, demasiado normal, demasiado igual a todas as outras.
Por mim ia sem bouquet. Ou então assim só com uma florzinha discreta e pronto.



(Eu sei que já coloquei esta imagem uma vez, mas gosto tanto dela que nao resisti colocá-la outra vez)


6 comentários:

*C*inderela disse...

E assim saí barato :P
Esta última imagem faz-me lembrar os bailes de finalistas americanos em que o rapaz tem que oferecer um ramo desses para pôr no pulso da sua acompanhante.

bjokas

Ana FVP disse...

Vou-te contar a história do meu bouquet: tal como tu não gostava de nada. Lá me chatearam muito a cabeça e tive que escolher um ramito que não me dizia nada, nem tinha as cores que eu gostava. Mas pensei para mim "aquilo fica logo encostado a um canto e não olho mais para ele".

Pois bem, entrei de braço dado ao meu pai e de mão dada à minha maninha. Ramo?! Nem vê-lo! Só a meio do caminho é que ouvi "Ana, e o bouquet?!"

Looooool

Foi a junção de uma cabeça muito esquecida com algo com o qual não me identifiquei.

M.M. disse...

Pois escolher o bouquet não é fácil :)
Sempre pouco uns trocos :P

Niki disse...

Não acho que tenhas obrigatóriamente que levar, a tradição já não é o que era e de facto andar com aquilo na mão é uma seca!

Adoro a 2ª foto!

Beijinho

Bomboca do Amor disse...

Eu adoro bouquets.
E no final da festa, podemos sempre dar-lhe um significado especial!
Beijinhos,
Bomboca do Amor.

Dina disse...

Opta por aquilo que mais gostas, pelo que te identifiques. Não penses nos outros. Na altura também vi flores criadas com pétalas verdadeiras, sabes do que estou a falar?