quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Os gostos discutem-se?!

Parece que a sapo elegeu as mais bem vestidas de 2011. Não sei quem foi o juri nem quais foram os critérios em que se baseou mas a maioria não concordo nada. Ser gira e andar na moda não é, a meu ver, factor imediato de selecção. Nalguns casos não me identifico de todo com o estilo, noutros acho que são pessoas normais que vestem como qualquer uma de nós e na maioria gosto de um ou outro look perdido mas nada de muito emocionante.
Ser a mais bem vestida de 2011 deveria ser sinal de glamour, sofisticação e elegância e não ser igual a todas as outras pessoas que andam na rua. A sério digam-me lá em que é que a Ana Lúcia Matos inova? ou a Joana Santos? ou a Sofia Ribeiro? ou a Pipoca? Mais do mesmo... pessoas comuns que se vestem como os comuns dos mortais...
Agora se me vierem falar da Ana Rita Clara, da Jessica Athaide ou da Maria João Bastos já acho mais adequado. Mas parece-me que se basearam apenas numa "especie" de pessoas famosas, digamos assim... restringiram-se a actrizes, cantoras e bloggers novas e giras... então e pessoas como a Judite de Sousa, por exemplo, para mim essa senhora sim é sinónimo de elegância. É apenas um exemplo de como acho que os critérios estão um bocadinho trocados.

Ainda estou a pensar na Sofia Ribeiro (para mim a pior escolha) que acho que nunca acertou num único outfit, nem mesmo no dia do casamento.

É tudo uma questão de gosto ou será falta dele?!

4 comentários:

Ana FVP disse...

Como eu concordo contigo!!! Ontem fui lá parar e cada uma que passava mais caretas eu fazia!

M.M. disse...

É não é? Pensava que só eu é que achava isso :p

Pics disse...

Foi exatamente nisso que pensei: tiraram um grupinho de gente dos morangos com açúcar, chamaram.lhes "as mais bem vestidas" e o trabalho estava feito. Desde a primeira à última fotografia, pensei que estava a ver a mesma pessoa.

Pics disse...

Foi exatamente nisso que pensei: tiraram um grupinho de gente dos morangos com açúcar, chamaram.lhes "as mais bem vestidas" e o trabalho estava feito. Desde a primeira à última fotografia, pensei que estava a ver a mesma pessoa.