domingo, 7 de julho de 2013

Um bocadinho de mim...

Há um tempo atrás trabalhava através de casa. Ia ao escritório uma ou duas vezes na semana, mas sem grandes preocupações de horário ou de rotina. Contactava, pesquisava, escrevia e enviava tudo por e-mail. Dormia de manhã (adorava passar a manhã na cama), tomava o pequeno-almoço/ almoço, passeava um bocadinho (fazia parte do trabalho de pesquisa :p ) e vinha para casa a meio da tarde. Normalmente passava a tarde a ler, a escrever ou a ver séries. Durante a noite (ou diria pela madrugada?!) quando a cidade dormia, eu trabalhava por vezes até o sol nascer. E a rotina continuava no dia seguinte. Se por um lado, adorava este trabalho precisamente por ter a liberdade de construir o meu horário à minha medida, por outro tornou-me um bocadinho preguiçosa. Era raro o dia em que me levantava antes das 11h e me deitava antes das 5h. Não deixava de fazer nada pessoal (compras, passear por Lisboa, tomar um café com uma amiga ou simplesmente sair para ver montras) porque tinha sempre tempo para tudo.
Agora, passado cerca de 1 ano a minha vida é completamente diferente. Mantenho dois trabalhos... esse, sem rotinas, e outro em que tenho uma rotina rigorosa, o que me obriga a levantar quase à hora em que me deitava anteriormente. Contudo, e apesar de não ter tempo para fazer tudo como antigamente, sou mais feliz. Aprendi que gosto de me levantar cedo e agora, mesmo quando estou de folga nunca me levanto depois das 8h30. Acho um desperdício de tempo. Durmo cerca de 6horas por noite e apesar do corpo acusar o cansaço, surpreendo-me por gostar :)
É incrível como agora que olho para trás me apercebo como as coisas mudaram tanto sem que eu desse muito por isso... foram acontecendo. E ainda bem que aconteceram :)

1 comentário:

mrfashionmood disse...

Quando trabalhei em casa e podendo utilizar o horário à minha maneira, que não era sempre o caso, trabalhava sempre de madrugada, é muito mais sossegado e é quando me sinto mais inspirada. Quanto às manhãs, gostava de conseguir acordar sempre cedo, claro que tendo um trabalho que me obrigue a isso, tem de ser, mas não sou definitivamente uma pessoa das manhãs. bjs